• Na confluência da ribeira do Chança e do rio Guadiana, o Pomarão, antiga terra de pescadores de rio, viu crescer a sua importância no séc. XIX ao servir de porto de escoamento do minério extraído das minas de São Domingos (pirites) que para aqui era trazido por caminho-de-ferro. No Pomarão era depois carregado em navios que transportavam o minério para Inglaterra, Alemanha e outros países.

    Hoje, é um elemento único da arqueologia industrial, possuindo ainda vestígios do cais e antigas instalações mineiras.

    Os navios mineiros deram agora lugar aos de recreio, que por aqui atracam e cujos ocupantes descobrem esta povoação com pequenas casas em taipa, dispostas em patamares sobre o rio. A proximidade da barragem do Chança e a beleza paisagística do local são alguns dos atrativos, bem como o Festival do Peixe do Rio que se realiza, anualmente, no final de março.

  • Alentejo

  • Mértola

  • Parque Natural do Vale do Guadiana

  • Sim

  • Acesso ao Pomarão, a partir de:

    - Mértola (cerca de 25 min) – N265. Cerca de 4,5 km depois vire à direita nas indicações para Picoitos/ Alves/ Tamejoso/ Fernandes/ Monte Alto. Após cerca de 10 km, esta estrada encontra a que vai para o Pomarão. Siga por ela à direita até ao destino.

  • Marco histórico cultural

  • Urbano na margem do Guadiana

  • Privada

  • -

  • Séc. XIX

  • No final de março, vá ao Festival do Peixe do Rio.