Apresentação

  • O ‘Baixo Mondego’ corresponde ao troço final da planície aluvial situada entre Coimbra e a Figueira da Foz. Houve épocas em que o Mondego por aí divagava e as mais emaranhadas voltas situavam-se entre Pereira e Montemor constituindo aquilo a que outrora se denominava a ‘embrulhada volta de Montemor’.

    O Paul de Arzila, na margem esquerda do rio, é herdeiro dessa situação. Recebe águas de pequenas linhas de água e de ‘olheiros’ que, devido ao pouco declive, originam uma zona encharcada hoje, em parte, envolvida por áreas florestadas e outrora parcialmente agricultada. Interessante cobertura de vegetação higrófila com destaque para o bunho e o caniço. Diversidade de aves - mais de uma centena de espécies entre sedentárias e visitantes - sendo o paul zona de passagem outonal para aves migradoras transarianas, área de alimentação e repouso para várias espécies, abrigo de espécies nidificantes estritamente paludícolas e local de invernada de espécies paleárticas. Acrescente-se a presença de mamíferos como a lontra e peixes como a boga, além de vários anfíbios e répteis.

  • Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P. (ICNF, I.P.)

  • Rios e pauis

  • Centro

  • Coimbra

    Condeixa-a-Nova

    Montemor-o-Velho

  • Desde Coimbra, sair pelo IC2 na direção de Alfarelos, seguir até à localidade de Arzila e seguir as indicações de “Reserva”.

    Desde Condeixa-a-Nova, seguir a N 347, na localidade de Sebal, seguir a EM607 em direção à Zona Industrial de Condeixa-a-Nova (Venda da Luisa), seguir em direção a Anobra através da EM 605, e de Anobra seguir a direção de Arzila.

    Desde Montemor-o-Velho, seguir a N347 até Alfarelos, depois seguir a N341 em direção a Pereira. De Pereira continuar a N341 até Arzila, a cerca de 1km.

  • Sim

  • Deixe a Coimbra dos doutores e interne-se no ´campo’, o lugar de onde vinham algumas das ´belas tricanas’ revivendo ‘restos’ de Mondego numa zona húmida possuidora de evidente biodiversidade. Recomenda-se que inicie a visita no Centro de Interpretação, onde poderá encontrar toda a informação disponível sobre a área.

     

    Para observar a fauna saia de manhã cedo ou um pouco antes do entardecer. Se tiver, leve binóculos e máquina fotográfica. Tenha sempre em atenção as previsões meteorológicas e evite realizar atividades em dias em que se preveja a ocorrência de chuva, trovoadas e nevoeiros. Evite ir sozinho(a), mas, se o fizer, informe alguém conhecido ou os funcionários da reserva da sua presença. Opte por vestuário e calçado simples e confortável. Previna-se com repelente para melgas e mosquitos. Tome precauções especiais quando caminha em zonas húmidas, para evitar quedas e não pratique atos que coloquem em risco a sua segurança ou a dos outros.

    Em caso de acidente ou imprevisto contacte o serviço de emergência 112.

  • A Reserva possui sinalética informativa e direcional em toda a sua área.

  • Sim

    No edifício do centro de interpretação.

  • Sim

    Se pretender informações sobre os programas escolares contacte a Reserva Natural do Paul de Arzila.

  • PTCON0005 Paul de Arzila

    PTZPE0005 Paul de Arzila

  • Reserva Biogenética do Conselho da Europa

    Sítio RAMSAR - Paul de Arzila - Lista de Zonas Húmidas de Importância Internacional

     

  • <p>
	O Jardim Bot&acirc;nico da Universidade de Coimbra, localizado no cora&ccedil;&atilde;o da cidade desde 1772, por iniciativa do Marqu&ecirc;s de Pombal, estende-se por 13 ha em terrenos que na sua maior parte foram doados pelos frades Beneditinos. Possui importantes cole&ccedil;&otilde;es de plantas que nos transportam para diversas latitudes e regi&otilde;es do mundo. (<a href="http://www.uc.pt/jardimbotanico" target="_blank" title="Site do Jardim Botânico de Coimbra">SITE</a>)</p>

    O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, localizado no coração da cidade desde 1772, por iniciativa do Marquês de Pombal, estende-se por 13 ha em terrenos que na sua maior parte foram doados pelos frades Beneditinos. Possui importantes coleções de plantas que nos transportam para diversas latitudes e regiões do mundo. (SITE)

  • <p>
	Descubra os vest&iacute;gios de uma cidade romana com mais de 2000 anos, Con&iacute;mbriga, situada na proximidade da localidade de Condeixa-a-Velha. (<a href="http://www.conimbriga.pt" target="_blank" title="Site de Conímbriga">SITE</a>)</p>

    Descubra os vestígios de uma cidade romana com mais de 2000 anos, Conímbriga, situada na proximidade da localidade de Condeixa-a-Velha. (SITE)

  • <p>
	Montemor-o-Velho, vila sobranceira ao vale do rio Mondego. Do seu vasto castelo, pode observar-se a extensa planicie aluvial do Mondego, que desde tempos imemoriais constituiu um forte ponto de atra&ccedil;&atilde;o devido &agrave; fertilidade dos seus solos. (<a href="http://www.cm-montemorvelho.pt" target="_blank" title="Site da CM de Montemor-o-Velho">SITE</a>)</p>

    Montemor-o-Velho, vila sobranceira ao vale do rio Mondego. Do seu vasto castelo, pode observar-se a extensa planicie aluvial do Mondego, que desde tempos imemoriais constituiu um forte ponto de atração devido à fertilidade dos seus solos. (SITE)

  • Ilha da Morraceira localizada no estuário do Mondego, no concelho da Figueira da Foz, ali pode observar um vastíssimo leque de aves aquáticas e marinhas ou fazer uma visita ao Museu do Sal. (SITE)

Condições Atmosféricas

Condições Atmosféricas em Reserva Natural do Paul de Arzila :

O que pode fazer

1. Escute e tente descobrir uma cigarrinha-ruiva (ou felosa-unicolor), pequena ave que, quando canta, parece um inseto (cigarrinha).

2. Siga pelo percurso e tente ver uma elegante garça-vermelha em voo.

3. Vista-se de vilão e, em março, visite a Feira Medieval de Arzila.

1. Caminhe devagar e tente fotografar libélulas no início do verão, quando andam em pares a depositar os ovos na vegetação junto à água.

2. Dê uso à sua cesta de piqueniques, faça um farnel, que não precise de ser aquecido, e almoce no parque de merendas da Reserva.

3. Em julho, vá a Coimbra às Festas da Cidade e da Rainha Santa e depois, ao fim do dia, venha ver as aves do paul.

4. Em junho, vá a Arzila à Festa da Esteira, Doçaria e Artesanato.

1. As aves esperam por si o dia todo, utilize os observatórios para admirar esta beleza da natureza.

2. Dê consolo ao estômago comendo uma boa chanfana num restaurante da região, ou delicie-se com iguarias tradicionais do Baixo Mondego como as enguias fritas, o ensopado de enguias ou os ruivacos.

1. Faça-se acompanhar dos binóculos e parta à descoberta das aves que aqui passam o inverno.

Época aconselhada: Todo o ano

Contatos

Reserva Natural do Paul de Arzila (Sede) 

Rua do Bairro, 1

Arzila

3045-356 COIMBRA

Telefone: (00351) 239 980 500

E-mail: rnpa@icnf.pt

MAPA

; ;